Entre em contato

Teorias

O projeto MKULTRA realmente existiu

Publicado

em

O projeto MKULTRA (MKUltra ou MK Ultra), o qual Eleven fez parte, realmente existiu, não é apenas algo da ficção. No terceiro episódio da série (Holly, Jolly) Hopper e Powell estão na biblioteca de Hawkins, pesquisando sobre o caso Terry Ives, e Hopper se depara com a informação de que a filha de Terry havia sido levada para ser cobaia em experimentos do projeto MKULTRA.

 

O PROJETO MKULTRA

A CIA (Agência Central de Inteligência) era a responsável pelo projeto que visava o controle mental da massa através de experimentos em seres humanos, entre as décadas de 50 e 70. Na verdade, a principal desculpa da CIA era combater o comunismo soviético.

Os experimentos eram destinados a identificar e desenvolver drogas, apagar memórias, implantar lembranças falsas e incentivar múltiplas personalidades, também aconteciam interrogatórios, torturas, hipnose, abuso verbal e sexual a fim de enfraquecer os indivíduos para forçar confissões através do controle da mente. Após todos esses processos, o individuo se tornava apenas um fantoche que recebia ordens, algo parecido com o Voodoo que vemos nos desenhos animados.
Tudo isso nos lembra a ultra violência, termo originado do filme/livro Laranja Mecânica. O fato engraçado, é que o escritor do livro Anthony Burgess, trabalhou para a inteligência britânica e de acordo com o biógrafo Roger Lewis, ele havia presenciado alguns experimentos do MKULTRA, e isso inspirou alguns fatos presentes no livro (e também no filme de Stanley Kubrick).

Existem algumas teorias da conspiração que dizem que alguns assassinos trabalharam à serviço do MKULTRA.
MKULTRA_teorias

O ex-presidente John Kennedy, foi morto em 22 de novembro de 1963 por Lee Harvey Oswald, há um livro chamado A Maldição de Edgar que contesta o fato de Lee ter cometido o crime. O autor afirma que tudo foi obra de um complô entre a CIA e a Máfia e Lee não tinha ligação com os fatos.
O senador Robert “Bobby” Kennedy (irmão de John Kennedy), morto em 6 de junho de 1968 por Siran Bishara, o qual alegou que estava sob efeito de hipnose. Existe uma matéria bem interesse publicada no site do TheGuardian que trata desse assunto.
O ativista político Martin Luther King, morto em 04 de abril de 1968 por James Earl Ray (Robert F. Kennedy discursou sobre sua morte) , também alegou que havia sido vítima de hipnose.
O ex-Beatle John Lennon, foi morto em 8 de dezembro de 1980 por Mark Chapman, o qual dizia ouvir vozes que o incentivava à matar Lennon.

A CIA também era responsável por infiltrar pessoas em seitas religiosas, para testar o controle da massa em grande escala. Um exemplo é a seita Haven’s Gate, nome dado à uma “religião” OVNI liderada por Marshall Applewhite e Bonnie Nettles. Tal seita, levou o suicídio coletivo de 39 pessoas no dia 26 de março de 1997, quando o cometa Hale-Bopp atingia seu brilho máximo. Eles acreditavam que uma espaçonave estava seguindo o cometa e a única forma de embarcar nela, seria o suicídio.
Dúvida? Acessa aí http://www.heavensgate.com

O fato é que o projeto MKULTRA realmente existiu! O presidente Bill Clinton, em um discurso, emitiu um pedido de desculpas em nome de todas as atrocidades feitas pelo projeto.

O site The Black Vault, famoso por liberar diversos tipos de documentos dos mais diversos governos, disponibiliza uma lista de documentos que foram parte do MKULTRA.
Clique aqui e acesse a postagem com todos os documentos disponíveis para download.

Sou um cara louco, cheio de domínios, que resolve fazer site de tudo.

Teorias

O que o Vecna representa dentro do Mundo Invertido?

Publicado

em

Conforme prometido, o primeiro volume da quarta temporada de Stranger Things não poupou emoções. Existem tantas coisas acontecendo, ao mesmo tempo e em tantos lugares, que fica difícil até respirar enquanto consumimos os novos episódios que somam pouco mais de 9 horas de duração. 

Com a apresentação de um novo vilão, letal, impiedoso e consideravelmente macabro, muitas perguntas começaram a surgir ao redor dele. Entretanto, uma das questões levantadas se tornou o grande alvo da vez: O que o Vecna representa dentro do Mundo Invertido? 

Após a Onze (Millie Bobby Brown) enviar Henry Creel, o até então desconhecido 001 (Jamie Campbell), para o Mundo Invertido, muita gente passou a especular que a nossa poderosa favorita tenha, sim, criado aquele lugar. 

As suposições de Dustin Henderson (Gaten Matarazzo) podem ajudar a traçar uma linha de raciocínio mais coesa. No quarto episódio, intitulado “Querido Billy” e um dos MELHORES de toda a série, o personagem trava um diálogo com Steve Harrington (Joe Keery) e diz o seguinte: 

“Até onde sabemos, a Onze não criou o Mundo Invertido. Ela só abriu o portal. O Mundo Invertido já deve existir há milhares de anos. Milhões. Talvez até anteceda os dinossauros”. 

A partir daí, outra indagação surgiu nas redes sociais: O Vecna se tornou o Rei do Mundo Invertido? 

Bom, acreditamos que não. Aquela dimensão paralela já existia e ele foi jogado para lá. O vilão precisou se encaixar para sobreviver. Levando em consideração que, tudo lá dentro funciona como uma Mente Colmeia e o Vecna consegue invadir mentes, ele passou a fazer parte daquilo usando seus dons. Um lugar onde cada pequeno ser era completamente predatório, algo que lhe provocava uma grande identificação.

E por que ele levou tanto tempo para aparecer? Na realidade, não foi tanto tempo assim. Se pararmos para pensar, a Onze o derrotou em 1979 após a chacina no Laboratório Hawkins. Em 6 de novembro de 1983, o portal foi finalmente reaberto. Até então, não havia qualquer perspectiva de retorno para a dimensão “normal”. Graças a longa estadia de Will Byers (Noah Schnapp) no Mundo Invertido, o Devorador de Mentes teve ciência de que havia uma forma de expandir seu domínio para fora dali. Enquanto isso, Vecna precisava aprender a viver la dentro. 

O portal que conhecemos a princípio, foi selado em 1984, depois reaberto pela operação russa em 1985. Acreditamos que, após se fundir com o Mundo Invertido, as memórias de Vecna começaram a fazer parte do todo. Isso explica o ódio que o Devorador de Mentes sente pela Onze, e também explica como ele sabe que ela seria a única capaz de derrotá-lo. 

Então, o Devorador de Mentes seria superior ao Vecna? Exatamente! Enquanto, o Vecna possui diversos poderes telepáticos e telecinéticos, o Devorador de Mentes já era a própria mente mãe do Mundo Invertido. Ao se tornar parte do todo, o Vecna não poderia se impor a ele ou matá-lo sem garantir a sua própria aniquilação. 

Observe esse diálogo entre Lucas Sinclair (Caleb McLaughlin) e Dustin: 

“Como a On abriu o Portal Mãe?” – Dustin 

“Fez contato com o Demogorgon”. – Lucas

“Fez contato psíquico. Assim como…” – Dustin 

“Os feitiços lançados por Vecna”. – Lucas 

“Exato. Então, e se a cada morte, ele não estiver apenas matando, mas fazendo uma conexão poderosa com as vítimas? Uma conexão poderosa o bastante para abrir buracos no tecido do espaço-tempo. ” – Dustin 

“Está abrindo mais portais”. – Lucas 

“Pra que mais portais”? – Dustin 

“Pra dormitar o mundo”. – Lucas 

“E quem a gente conhece que quer dominar o mundo?” – Dustin 

“O Devorador de Mentes”. – Lucas 

Embora o Mundo Invertido funcione como uma Mente Colmeia, existe uma hierarquia muito clara. Os Demobats são os sentinelas que vigiam e anunciam a chegada de perigo, os Demodogs são como um exército, o Demogorgon opera como um capitão de Eliete, e o Vecna… O general cinco estrelas.

Além disso, a ligação psíquica entre eles pode ser notada pelo fato de o Devorador de Mentes assumir a forma semelhante a de uma aranha nas temporadas 2 e 3. Lembra que o Henry era obcecado por viúvas negras? E sua maneira de conexão com o Mundo Invertido para encontrar sua próxima vítima também remete a um aracnídeo.

Então, acreditamos que o Vecna esteja se alimentando da mente dos adolescentes, não apenas para abrir portais, mas também para alimentar o próprio Devorador de Mentes. Juntos e fortes o bastante, a Onze estará em grande perigo. Vamos torcer para que, desta vez, o Dr. Martin Brenner (Matthew Modine) sirva para fazer algo bom, restabelecendo os poderes dela.

Continue Lendo

Teorias

Stranger Things estaria preparando os fãs para morte de personagem?

Publicado

em

É fato que Stranger Things 3 abalou o coração do público das mais diversas formas, no entanto, despedir-se de personagens queridos sempre é a maior razão dos corações partidos – Barb, Bob e Jim Hopper sabem bem disso! E para a desolação dos fãs, existem indícios de que uma outra morte dolorosa pode estar a caminho e o alvo seria ninguém menos que: Steve Harrington (Joe Keery).

O crescimento do personagem ao longo da série é inegável. Para quem não se recorda, Steve era um valentão popular na primeira temporada, e também namorado de Nancy Wheeler (Natalia Dyer). O garoto começa a se redimir bem no finalzinho da primeira temporada, e conquista os espectadores de vez com sua total mudança de postura no segundo ano de Stranger Things. Sem contar que, durante a segunda temporada, Steve se torna muito amigo de Dustin Henderson (Gaten Matarazzo) e, além de babá, protetor e amigo, o rapaz se torna um mentor para que Dustin conquiste as garotas.

Já na terceira temporada, Steve é um personagem extremamente carismático e amado. Seu arco com a nova personagem Robin – vivida por Maya Hawke – foi um dos maiores sucessos da nova fase. Porém, eis que entramos num beco sem saída para o ex-galã do colegial. Ao sair da escola, Steve simplesmente parece ter perdido o jeito com as garotas e não pode mais contar com sua popularidade. O fim do relacionamento com Nancy parece ter abalado as estruturas do rapaz e, em uma tentativa um tanto quanto fracassada – porém outro acerto da temporada – de conquistar Robin, deixam Steve sem qualquer perspectiva de interesse amoroso.

Logo no início dos episódios, é revelado que Harrington não conseguiu entrar para nenhuma universidade, e mais, não teria nota suficiente para cursar nenhum curso técnico local também. Trabalhando no Scoops Ahoy, obrigado por seu pai, Harrington parece não ter qualquer visão de futuro fora de Hawkins.

Recapitulando brevemente…

Quando os irmãos Matt e Ross Duffer, criadores de Stranger Things, roteirizaram a série, quem morria no lugar de Barb (a amiga nerd de Nancy que é capturada pelo Demogorgon na primeira temporada) era Steve, tanto que a cena de ataque se passa na piscina da residência Harrignton. Todavia, quando Joe Keery conseguiu o papel e as gravações tiveram início, os showrunners mudaram todo o roteiro por acharem Keery extremamente empático e carismático, dando outra vida ao personagem.

Mas e se a morte de Steve nunca saiu por completo dos planos dos Duffer para a série? E se foi apenas adiada para que o personagem tivesse uma morte honrosa que fosse sentida pelos espectadores? Afinal de contas, a única coisa que parece restar ao personagem é o “bromance” com Dustin.

Note que, até para conseguir um emprego após o declínio do Starcourt, Steve dependeu do jogo de cintura de Robin. Então, a falta de possibilidades para o personagem está realmente crítica, ao mesmo tempo que sua popularidade para com o público segue crescendo ao melhor estilo “ao infinito e além”. É nítido o amadurecimento do personagem como pessoa, mas infelizmente foi tardio.

Agora imagine que Harrington, por não ter nada a perder, se sacrificaria pelo bem de seus amigos em dado – e grandioso – momento, e morreria como herói bem na reta final do seriado. Não soa como uma “receita de bolo” perfeita para mexer com as emoções do público? Reflita!

Continue Lendo

Notícias

Terceira temporada – data de estreia e referências

Publicado

em

Foi liberado novo poster da terceira temporada de Stranger Things, e juntamente, a data de estreia.

A data de estreia da terceira temporada é dia 4 de Julho.

O poster mostra os seis jovens reunidos, ao que parece, em uma comemoração de ano novo. O poster mostra muito mais coisas, e a internet já descobriu quase tudo!

Mas, antes de analisarmos, vamos ver o vídeo teaser que também foi liberado!

As referências

No início temos o programa Dick Clark’s New Year’s Rockin’ Eve, que acontece anualmente nos EUA. Nesse caso, foram usadas as filmagens originais do evento de 1985.
Também podemos ver uma rápida promoção ao shopping Starcourt Mall, presente no primeiro teaser

É possível ver a palavra Save The Children no letreiro.

Após isso começa uma contagem regressiva, quando chega no número 11, conseguimos ouvir a voz de Mike gritando Eleven.

Também podemos ver uma rapida promoção ao shopping Starcourt Mall, presente no primeiro teaser.
Após isso, somos levados a um ambiente de programação – uma tela de computador onde é possível ver algumas palavras em destaque: When Blue and Yellow Meet in the West (Quando Azul e Amarelo se Encontram no Oeste).

E o que isso quer dizer?
Fizemos algumas imagens, com possíveis explicações.

1 – Azul a Amarelo são as cores que Mike e Eleven estão usando no poster.

2 – Azul e Amarelo são as cores dos ponteiros do relógio no shopping Starcourt Mall.

3 – No livro making-of Worlds Turned Upside Down, alguns fãs decodificaram um código-morse existente no livro e captaram as seguintes frases:

Página 22 – the week is long

Página 62: the silver cats feeds

Página 79: when blue and yellow meet

Página 80: in the west

Página 172: a trip to China sounds nice

Página 209: if you tread lightly

4 – Temos uma escrita em russo dizendo Одиннадцать (Eleven). Será uma referência à Guerra Fria?


E aí, o que você achou?


Continue Lendo

Últimas