Categorias
Teorias

Stranger Things estaria preparando os fãs para morte de personagem?

É fato que Stranger Things 3 abalou o coração do público das mais diversas formas, no entanto, despedir-se de personagens queridos sempre é a maior razão dos corações partidos – Barb, Bob e Jim Hopper sabem bem disso! E para a desolação dos fãs, existem indícios de que uma outra morte dolorosa pode estar a caminho e o alvo seria ninguém menos que: Steve Harrington (Joe Keery).

O crescimento do personagem ao longo da série é inegável. Para quem não se recorda, Steve era um valentão popular na primeira temporada, e também namorado de Nancy Wheeler (Natalia Dyer). O garoto começa a se redimir bem no finalzinho da primeira temporada, e conquista os espectadores de vez com sua total mudança de postura no segundo ano de Stranger Things. Sem contar que, durante a segunda temporada, Steve se torna muito amigo de Dustin Henderson (Gaten Matarazzo) e, além de babá, protetor e amigo, o rapaz se torna um mentor para que Dustin conquiste as garotas.

Já na terceira temporada, Steve é um personagem extremamente carismático e amado. Seu arco com a nova personagem Robin – vivida por Maya Hawke – foi um dos maiores sucessos da nova fase. Porém, eis que entramos num beco sem saída para o ex-galã do colegial. Ao sair da escola, Steve simplesmente parece ter perdido o jeito com as garotas e não pode mais contar com sua popularidade. O fim do relacionamento com Nancy parece ter abalado as estruturas do rapaz e, em uma tentativa um tanto quanto fracassada – porém outro acerto da temporada – de conquistar Robin, deixam Steve sem qualquer perspectiva de interesse amoroso.

Logo no início dos episódios, é revelado que Harrington não conseguiu entrar para nenhuma universidade, e mais, não teria nota suficiente para cursar nenhum curso técnico local também. Trabalhando no Scoops Ahoy, obrigado por seu pai, Harrington parece não ter qualquer visão de futuro fora de Hawkins.

Recapitulando brevemente…

Quando os irmãos Matt e Ross Duffer, criadores de Stranger Things, roteirizaram a série, quem morria no lugar de Barb (a amiga nerd de Nancy que é capturada pelo Demogorgon na primeira temporada) era Steve, tanto que a cena de ataque se passa na piscina da residência Harrignton. Todavia, quando Joe Keery conseguiu o papel e as gravações tiveram início, os showrunners mudaram todo o roteiro por acharem Keery extremamente empático e carismático, dando outra vida ao personagem.

Mas e se a morte de Steve nunca saiu por completo dos planos dos Duffer para a série? E se foi apenas adiada para que o personagem tivesse uma morte honrosa que fosse sentida pelos espectadores? Afinal de contas, a única coisa que parece restar ao personagem é o “bromance” com Dustin.

Note que, até para conseguir um emprego após o declínio do Starcourt, Steve dependeu do jogo de cintura de Robin. Então, a falta de possibilidades para o personagem está realmente crítica, ao mesmo tempo que sua popularidade para com o público segue crescendo ao melhor estilo “ao infinito e além”. É nítido o amadurecimento do personagem como pessoa, mas infelizmente foi tardio.

Agora imagine que Harrington, por não ter nada a perder, se sacrificaria pelo bem de seus amigos em dado – e grandioso – momento, e morreria como herói bem na reta final do seriado. Não soa como uma “receita de bolo” perfeita para mexer com as emoções do público? Reflita!

Categorias
Notícias

Matt e Ross Duffer revelam 4 questões da 2ª temporada

Os irmãos Duffer, criadores de ‘Stranger Things’, cederam uma nova entrevista ao IGN onde fizeram algumas revelações a respeito da segunda temporada do seriado, confira:

  1. Funcionará como uma sequência: Segundo Ross Duffer: “Nós trabalharemos com uma sequência. Algo como ‘Stranger Things 2’. A primeira temporada possuía uma tensão definida, o desaparecimento de Will e encontrá-lo. Nós conseguimos resolver o principal, obviamente, mas ainda ficarão questões remanescentes. O próximo ano trará uma nova tensão e uma nova meta que deverá ser resolvida pelos personagens até o fim. Então será como um filme completo, bem como a primeira temporada”.
  1. Há uma chance para Nancy e Jonathan:“No último episódio, houve um salto temporal de um mês e honestamente não sabemos o que houve neste período, mas o que nós planejamos era que Steve pudesse ter uma virada heroica, mesmo que Jonathan e Nancy estivessem se conectando. Ele se afasta de seus detestáveis amigos e ainda ataca o monstro com um taco, salvando a noite. Por isso, foi justo que ele tenha sido o escolhido por Nancy, desta vez. A escolha foi feita em parte pela atuação de Joe Keery, que conseguiu fazer do Steve, que a princípio seria apenas um arrogante babaca, um cara extremamente simpático, e isso tornou possível expandir o personagem”, contou Ross ao IGN. “Jonathan é daqueles caras complicados. Não sabe ser suave e lidar com uma garota. Ele nunca teve uma namorada, então apenas não sabe o que está fazendo. Especialmente se considerar o fato de que Steve sabe muito bem o que faz. É tudo o mais realista possível, são jovens lidando com os problemas do colegial, de maneira imatura. Caso Jonathan e Nancy fiquem juntos, funcionaria como uma fantasia para mim, mas é possível construir isso para eles”, completou Matt.
  1. Dustin desistiu do pudim?: “Dustin descobriu todos aqueles pudins mas não pôde ficar com eles por conta do confronto com o monstro. Mas acredito que a bagunça deixada para traz irrita bastante a senhora Phyllis que serve o almoço, especialmente porque tem alguém que sabe seu segredo” disse Ross em tom de brincadeira. Matt se aprofundou na ideia de que Dustin sabe o segredo da senhora Phyllis, “Dustin sabe sobre o estoque de pudins e sabe que agora poderá comer sempre que quiser. É o que eu acho. Ele terá pudim todos os dias em seu almoço. Foi cômico nas gravações, pois Gaten Matarazzo tem muito de Dustin em si, isso inclui adorar doces e lanches. E a decepção dele foi realmente grande ao descobrir que dentro das latas havia comida de gato, ao invés de pudim de chocolate. Todas as crianças do set ficaram”, riu.
  1. Stranger Things não terá tantas temporadas: Apesar de querer que as crianças se desenvolvam na frente das câmeras, Matt Duffer não imagina que a série tenha, por exemplo, sete temporadas.”Há uma história que queremos contar. E um final no qual devemos chegar, a questão fica em torno de quanto tempo conseguiremos fazer isso. Porque em determinado momento o enredo pode ser considerado completamente inacreditável, e pretendemos ser verdadeiros. Queremos ser honestos com as reações dos personagens em relação aos ocorridos. Caso eles precisassem deixar a cidade de Hawkins, a história acabaria, seria uma solução. Então precisamos trabalhar em uma forma de chegar no final de modo coeso. Eu acredito que a história precisa ser curta. Como o seriado ‘Breaking Bad’ que se mostrou destinada ao desfecho que teve e nunca se desviou disso. Foi um tremendo show. E este é o nosso objetivo, mas vamos chegar lá”, finalizou.