Seria a parede dos Byers um tipo de tabuleiro Ouija?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Stranger Things possui muitos momentos marcantes que já merecem um lugar especial na cultura pop, e um deles, com certeza, é o que Joyce Byers (Winona Ryder), tomada pelo desespero, passa a se comunicar da maneira mais estranha possível com o filho desaparecido: através de lâmpadas pisca-pisca. Como ela não conseguia respostas mais elaboradas do garoto que estava perdido em outra dimensão, o negócio foi improvisar: ela pintou o alfabeto em grandes letras pretas na parede da sala, pendurou as luzes ali e, assim, Will conseguiu dizer mais ou menos onde estava e a mandou fugir para longe do monstro.

Algo que chama a atenção na ideia de Joyce foi a forma (genial) com que os Duffers reciclaram um dos grandes clássicos dos filmes com teor sobrenatural: o uso do tabuleiro (ou tábua) ouija. Este é um método que consiste em usar o dito tabuleiro, que tem as palavras “sim” e “não” para se comunicar com os mortos. Deve-se fazer uma reunião em torno dele, elaborar as perguntas, e, principalmente, respeitar as almas, para não provocá-las, ou atrair “espíritos de porco” (ou algo pior, quem já assistiu ao clássico “O Exorcista” sabe bem).

ouija

Não há nenhuma comprovação científica sobre isso, mas algumas hipóteses racionais podem explicar o fenômeno que dá a impressão de que espíritos estão movendo objetos. Uma dessas hipóteses é baseada no movimento ideomotor, que explica que, inconscientemente, podemos realizar certos movimentos sem percebermos; o que, aliás, também está associado a estudos acerca da hipnose.

A sinalização ideomotora é uma das técnicas mais poderosas usadas em hipnoterapia, é a maneira não verbal de comunicação,[…] Obtenha um pendulo ou crie um, amarrando alguma coisa, como um anel por exemplo, à ponta de um fio com aproximadamente 25cm de comprimento.

Repouse o cotovelo sobre uma mesa com o braço para cima e na vertical, mantenha a sua mão paralela à mesa, o pulso ficará dobrado a 90O. Segure a ponta livre do fio com a ponta dos seus dedos polegar e indicador. Peça à sua mente inconsciente para escolher um movimento que indique a resposta sim. Pode ser um movimento circular no sentido horário ou anti-horário, ou um movimento pendular, vai e vem, em qualquer direção. Mentalmente pense em sim constantemente, aguarde até o pendulo se movimentar no sentido cuja resposta é sim. Agora, peça a sua mente inconsciente para movimentar o pendulo de maneira diferente para indicar a resposta não. Aguarde e perceba como o pendulo se movimentou.
Desta maneira você instalou um sistema de resposta ideomotora para se comunicar com a sua mente inconsciente.
(FONTE: UniversoPsi http://www.universopsi.com.br/dv006.html)

Para os que acreditam no tabuleiro Ouija, os especialistas na prática sempre reiteram que não se deve brincar com coisas sérias, ou provocar algo com que você não possa lidar. A diferença básica dos tabuleiros para a parede de Joyce é que Will não havia morrido, mas fica claro que o antigo artigo de aproximação com o sobrenatural foi uma inspiração para a cena que tira o fôlego dos telespectadores da série.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp